A ecografia é um exame médico de eleição para avaliação do desenvolvimento fetal na gravidez.

ecografia MORFOLÓGICA

O que é a ecografia obstétrica?
A ecografia é um exame médico de eleição para avaliação do desenvolvimento fetal na gravidez. A informação obtida, graças à melhoria da imagem dos ecógrafos, à aplicação do Doppler e à possibilidade de adquirir imagens 3D/4D, permite um diagnóstico precoce de malformações fetais e/ou complicações ao longo da gravidez.

Todas as grávidas têm indicação para realizar ecografia?
Para a comunidade médica, é consensual a recomendação para todas as grávidas serem alvo de avaliações ecográficas ao longo da gravidez. De acordo com a Norma 023/2011, da Direção Geral de Saúde, atualizada em 21/05/2013, em Portugal, é preconizada a realização de três ecografias ao longo de uma gravidez considerada de baixo risco, isto é, uma gravidez normal. Este número pode ser superior, consoante a existência de doença (na mãe ou no feto) e a evolução da gravidez.

Em que momentos da gravidez se devem efetuar as ecografias?
A realização de cada uma das três ecografias recomendadas deve acontecer num intervalo de tempo específico, definido de acordo com o objetivo de cada uma delas.

A primeira ecografia, ou ecografia do 1º trimestre, deve acontecer entre as 11 e as 13 semanas e 6 dias; tem como principais objetivos avaliar a existência e correta localização da gravidez, a vitalidade fetal, o número de fetos, a idade gestacional (medida do comprimento crânio-caudal), a translucência da nuca, a anatomia fetal, a pesquisa de marcadores ecográficos (caraterísticas do feto que podem sinalizar a presença de doença) e excluir/identificar anomalias no útero e/ou anexos da grávida. Esta ecografia é particularmente relevante no diagnóstico de gestações não evolutivas e de malformações fetais graves.

A ecografia do 2º trimestre, ou ecografia morfológica, deve ter lugar entre as 20 e 22 semanas de gestação e tem como principal objetivo a avaliação da anatomia fetal. Deve, por isso, incluir a estimativa do peso fetal e a descrição do crânio e cérebro, face e pescoço, tórax, abdómen, coluna vertebral, membros superiores e inferiores, cordão umbilical e placenta, bem como genitais externos.

A ecografia do 3º trimestre, realizada entre as 30 e 32 semanas de gestação, visa avaliar o crescimento e bem-estar fetal, assim como diagnosticar possíveis anomalias fetais com expressão tardia. Assim, inclui a medição de várias estruturas para o cálculo do peso fetal, avaliação do líquido amniótico, placenta e cordão umbilical.

A realização de ecografias ao longo da gravidez poderá não se limitar às três protocoladas. Perante determinadas queixas da grávida, história pessoal ou familiar, ou face ao diagnóstico de alteração, em alguma das ecografias descritas, está recomendada a realização de ecografia dirigida que esclareça e oriente a situação em causa.

Quem realiza este tipo de Ecografia?
A realização deste tipo de exames deve estar a cargo de um médico especialista em Ginecologia / Obstetrícia e que tenha reconhecida aptidão em ecografia pelo Colégio da Especialidade de Ginecologia / Obstetrícia.

MARCAR AGORA!

Nós ligamos!

Enviar Mensagem

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURAVA?

Pesquise aqui!

ENVIE-NOS UMA MENSAGEM.


5 + 4 =

A SUA CONFIANÇA É A NOSSA MOTIVAÇÃO