Com uma simples extração de sangue, poder-se-á conhecer os METAIS que podem ser prejudiciais para a sua saúde.

TESTE MELISA®

O contacto dos metais com os diferentes tecidos do organismo pode desencadear processos de hipersensibilidade (ou “alergia”) em indivíduos com predisposição genética. Existem diversos perfis sujeitos a desenvolver esta condição, que pode ser diagnosticada através do Teste Melisa®.

TESTE MELISA®
Com uma simples extração de sangue, poder-se-á conhecer os METAIS que podem ser prejudiciais para a sua saúde.

Pessoas com amálgamas ou implantes dentários, pontes, próteses metálicas, placas ou parafusos de operações de traumatologia, tatuagens ou piercings, que apresentem sintomas das doenças aqui mencionadas, ou que têm problemas de saúde difusos não relacionáveis com um síndrome clássico, podem ter uma alergia a metais justificando-se a solicitação de um Teste Melisa®.

PERFIS
Perfil Amálgamas / Implantes dentários
As pessoas com reconstruções dentárias à base de metais, podem desencadear processos de hipersensibilidade aos mesmos que se apresentam com diferentes manifestações patológicas.

Perfil de Ligas e Próteses Metálicas
Os materiais metálicos de placas, parafusos e próteses (principalmente da anca) que se utilizam na correção de fraturas, se não sofrem oxidações, nada acontecerá, mas se o metal oxidar, pode ligar-se às proteínas dos tecidos adjacentes e desencadear um processo de hipersensibilidade nas pessoas geneticamente predispostas.

Perfil screening / Tatuagens
A maioria dos pigmentos ou corantes utilizados nas tatuagens são sais de produtos metálicos, que ficam incrustados na pele. Como exemplos podemos citar: Verde: óxido de Crómio; Púrpura: sais de Manganésio; Azul: sais de Cobalto; Branco: sais de Titânio, Silício e Cálcio; Amarelo: óxido de Cádmio; Vermelho: sulfato de Mercúrio. Os pigmentos são fagocitados pelos macrófagos e passam ao sistema linfático e sangue onde podem desencadear o processo de hipersensibilização tipo IV (“alergia” a metais).

Perfil Implantes / Piercings
Nos “piercings”, os metais entram em contacto com os tecidos podendo ser absorvidos, constituindo-se numa fonte potencial de permanente impregnação do organismo com metais.

Perfil DIU (dispositivo intrauterino)
A utilização de dispositivos intrauterinos “DIU”, que colocados no interior do útero são outra fonte de contaminação de metais. São feitos de material plástico com um fio metálico incorporado, sendo o metal mais empregue o cobre mas podendo ser de aço, prata ou ouro, ou ainda uma combinação dos mesmos. O dispositivo pode permanecer dentro do útero 2 a 5 anos, sendo uma fonte de libertação de metais nos tecidos e causa potencial de hipersensibilidade ou “alergia” a metais.

Perfil vacinas e tratamentos com sais metálicos
A maioria das vacinas utiliza o Thimerosal® como conservante, que é um sal orgânico de Mercúrio. Em pessoas com sensibilidade a este sal pode haver agravamento de sintomatologia associada a várias patologias. Há numerosas referências bibliográficas que associam os efeitos prejudiciais deste sal de Mercúrio com agravamento da doença em crianças autistas.

SINTOMAS
Cefaleias (dor de cabeça)
Enxaquecas
Depressões
Insónias
Nevralgias
Artralgias
Se tem algum destes sintomas e tem ou teve implantes, parafusos ou amálgamas na boca, ou ainda tatuagens, piercings ou dispositivos intrauterinos:

O Teste MELISA poderá ser muito útil para o seu esclarecimento, antes de colocar novos implantes dentários, próteses ou DIU:
SOLICITE O TESTE MELISA. Estão disponíveis diferentes perfis.

DOENÇAS ASSOCIADAS
O diagnóstico permite:
A sua prevenção
O seu tratamento

Doenças associadas com frequência a hipersensibilidade “ou alergia” a metais:
Esclerose múltipla
Fibromialgia
Lúpus eritematoso
Eczema-Psoríase
Síndrome de Fadiga Crónica
Doença de Crohn
Líquen Plano Oral
Síndrome de Sjörgen
Artrite reumatóide
Alergias diversas “não esclarecidas”
Esclerose amiotrófica lateral
Sensação de queimadura ou de prurido oral
Autismo

RECOMENDAÇÕES
O teste MELISA® não pode ser realizado se o doente estiver a fazer terapêutica supressora ou imuno-modeladora do sistema imunitário (ex: corticosteroides, anti-histamínicos e anti-inflamatórios). A sua eventual suspensão só deve ser efetuada sobre vigilância médica. Mínimo 4 horas de jejum.

Dias de Colheita:
2ª, 3ª e 4ª Feiras (exceto em vésperas de Feriado).

Mais informações:
www.haroutunian.ch
www.melisa.org

MARCAR AGORA!

Nós ligamos!

Enviar Mensagem

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURAVA?

Pesquise aqui!

ENVIE-NOS UMA MENSAGEM.


8 + 10 =

A SUA CONFIANÇA É A NOSSA MOTIVAÇÃO