Esses ácidos gordos são considerados essenciais porque como nem sempre os conseguimos sintetizar, devem ser fornecidos pela alimentação.

ÍNDICE ÓMEGA 3

O Índice Ómega 3 representa a percentagem de ácidos gordos Ómega 3 de cadeia longa, ácidos eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA) presentes nos fosfolípidos da membrana plasmática dos glóbulos vermelhos. Esses ácidos gordos são considerados essenciais porque como nem sempre os conseguimos sintetizar, devem ser fornecidos pela alimentação.

O ÍNDICE ÓMEGA 3
Inclui o consumo de alimentos ricos em EPA e DHA (peixes gordos) e a transformação do seu precursor, o ácido alfa-linolénico (LNA), no fígado através da intervenção das desaturases. É o reflexo do consumo de ácidos gordos Ómega 3 nos últimos três meses e um excelente marcador científico e controlável para a prevenção eficaz das doenças cardiovasculares.

ALGUNS RESULTADOS
Os valores ótimos do Índice Ómega 3 situam-se entre 7,5% e cerca de 10%. Abaixo de 4%, o risco de morbilidade cardiovascular está significativamente aumentado. Um Índice de Ómega 3 baixo aumenta o risco de depressão e compromete o funcionamento cognitivo cerebral.

PROGNÓSTICO
Todos os anos morrem mais pessoas devido a doenças cardiovasculares do que por qualquer outra causa. Estima-se que o número de mortes imputáveis às doenças cardiovasculares seja de 17,3 milhões, 30% da mortalidade mundial total. Destas mortes, estima-se que 7,3 milhões sejam devidas a cardiopatia coronária e 6,2 milhões a AVC (estatísticas de 2008). Um acidente vascular cerebral atinge uma pessoa no mundo a cada 45 segundos.
Fonte: OMS - setembro 2011

PREVENÇÃO
Os Ómega 3 desempenham um papel importante:
Na fluidez da membrana
Na normalização da pressão arterial
Nos processos inflamatórios
Na agregação plaquetária
Na função cognitiva


Alguns exemplos de peixes gordos:
Sardinha
Cavala
Arenque
Salmão
Anchova
Linguado
Enguia
Truta

SOLUÇÕES
Esta é uma excelente ferramenta para a medicina preditiva e para uma prevenção personalizada das doenças ditas da civilização.

O Índice Ómega 3 é atualmente considerado um dos marcadores mais relevantes para determinar com precisão o risco de doença cardiovascular ou cerebral. Na realidade, um índice Ómega 3 baixo cria um ambiente favorável para o desenvolvimento de arteriosclerose.

Para além de fornecer excelentes informações sobre o prognóstico, o Índice Ómega 3 oferece aos seus doentes soluções eficazes, seguras e fáceis, reduzindo o risco de aparecimento dessas doenças através da correção da alimentação.

Isto coloca, assim, a avaliação micronutricional no centro de todas as estratégias de prevenção excelentes e fundamentadas.
É o objectivo do teste ÍNDICE ÓMEGA 3*

*O Índice Ómega 3 é um parâmetro importante mas não o único, que permite avaliar o risco cardiovascular.

PERFIS DISPONÍVEIS
Índice Ómega 3
Índice Ómega 3 Plus

MARCAR AGORA!

Nós ligamos!

Enviar Mensagem

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURAVA?

Pesquise aqui!

ENVIE-NOS UMA MENSAGEM.


11 + 1 =

A SUA CONFIANÇA É A NOSSA MOTIVAÇÃO